Endometriose e Alimentação: buscando qualidade de vida!

terça-feira, agosto 05, 2014

Tenho pesquisado muito sobre a alimentação e a endometriose.

A endometriose parece ser uma doença ligada ao sistema imunológico e tudo o que leva ao seu enfraquecimento piora a doença. Sabe-se que populações de cidades com altos níveis de poluentes atmosféricos tem maior incidência da doença. Estes poluentes poderiam ter o papel de inibir o sistema imunológico e/ou de estimular o desenvolvimento dos focos de endometriose através de um efeito similar ao do estrógeno.

Desta forma, a alimentação deve ser balanceada para permitir um aporte de qualidade.Por outro lado manter um hábito intestinal normal é imprescindível. A paciente que não evacua diariamente acaba retendo material fecal no intestino aumentando a absorção de toxinas, muitas delas imunossupressoras. Para tanto é importante a ingestão diária de alimentos com fibras e cereais diversos. Se por um lado a ingestão de proteínas é importante para manter o combustível para o sistema imunológico, por outro, algumas carnes contém hormônios femininos como o estradiol, o que pode ser um elemento de piora da endometriose. Logo, deve-se balancear a alimentação dando-se preferência aos alimentos vegetais não tratados com agrotóxicos que também são substâncias que diminuem a imunidade.

A mulher portadora de endometriose também deve evitar o ganho de peso. Por um lado é fator de piora para dores pélvicas e por outro é sabido que a gordura em excesso produz hormônios femininos, como a estrona (que é um estrógeno), a partir de hormônios masculinos. Desta forma pode-se ter uma piora da doença, com a manutenção de níveis elevados deste hormônio no sangue circulante.
As vitaminas do complexo B auxiliam a manutenção de níveis adequados de saturação das enzimas e bom funcionamento das glândulas endócrinas, e conseqüentemente auxilia na degradação do excesso de estrogênio.A vitamina C combinada com bioflavonoides exerce potentes ações antiinflamatórias e analgésicas.Os ácidos graxos poli-insaturados (semente de linhaça) ricos em ômega-6, são fundamentais para organizar a família das prostaglandinas (substancias que causam dor e inflamação).A ingestão de açúcar, contido em doces, bolos, bolachas tortas,etc, deve ser consumido com moderação, pois este açúcar provoca o desequilíbrio da relação insulina/glicose.Substituir as farinhas brancas por integrais, utilizando arroz e macarrão integral, pão integral e cereais integrais.Evitar o uso da cafeína e se possível diminuir a lactose, tendo cuidado no consumo de cálcio e vitamina D.

A alimentação é importante para recuperar e auxiliar na manutenção da saude, e no caso da endometriose os alimentos funcionais auxiliam na manutenção da imunidade.

  • Soja, amendoim, legumes e ervilhas: diminuem o acumulo de estrogênio no organismo.
  •  Mostarda, rabanete, repolho, nabo, agrião, brócolis, couve-flor: estimulam a produção de enzimas protetoras do metabolismo.
  •  Cereja, uva, cebola, berinjela, rabanete, morango, tomate, melancia, goiaba: melhoram a defesa do organismo.
  • Brócolis, repolho, couve-flor, folha de mostarda: inibe o crescimento de cistos.
  •  Linhaça, cevada, trigo, soja, aveia, brócolis, couve flor, espinafre, cenoura: inibe a produção de estrogênio.
  •  Frutas cítricas, manjericão, brócolis: melhoram a imunidade.
  •  Cebola, casca de uva: inibe a formação de coágulos e tem ação antiinflamatória, evitando assim as aderências.
  •  Alho, cebola: estimula a produção de enzimas protetoras.
  •  Iogurtes, coalhadas, queijos e leite fermentado: auxilia na recuperação da flora intestinal, regulando o intestino, previnem a perda óssea causada pelos análogos de GnRH (zoladex e lupron) e auxilia na terapia de cistite intersticial.
  •  Óleo de cânola, semente de linhaça, peixes de águas profundas: aumentam a capacidade de defesa do organismo e inibe a produção de estrogênio.
  •  Semente de linhaça: é rica em fitosteróis (lignanas) substancia que imitam a ação do estrogênio, atuando como “repositor hormonal natural” – diminuindo os sintomas da menopausa, como sudorese, cefaléia e insônia.

Outras considerações:

Alimentos Permitidos:


Fibras: Elas têm um poder muito grande no funcionamento de nosso organismo. Além de ser uma das armas contra a obesidade, sabemos que a ingestão de fibras ajuda nosso intestino a funcionar melhor. E isso é um grande alívio para nós, portadoras de endo, que, geralmente, tem o intestino preso. O que poucos sabem é que as fibras reduzem o estrogênio que perambulam pelo nosso sangue. Se o estrogênio é o grande vilão da endo, então, as fibras, além de serem muito benéficas para nós, é uma grande aliada contra a endometriose. E não é só a endometriose. Essa dica vale também para quem tem câncer, pois o estrogênio é o responsável por estimular o crescimento das células das mamas, assim como dos tecidos dos órgãos reprodutores. Com o consumo de uma dieta rica em fibras, além proteger também o nosso organismo contra o câncer de mana, afasta o câncer de intestino e também o de pâncreas, pois as fibras controlam a glicemia, o diabetes e isso fazem com que o pâncreas trabalhe sem exageros. Para isso, o estudo italiano recomenda um aumento de 20 a 30% de fibras nas refeições, tais como: trigo, frutas e vegetais, arroz integral, dentre outros. Dos cereais, a aveia é um dos alimentos mais ricos em fibras. As fibras podem ser encontradas em alimentos como: legumes, verduras, frutas, cereais integrais, leguminosas, farelos e sementes, como a linhaça. Os nutricionistas alertam que o ideal mesmo é dividir as porções de frutas, verduras e legumes ao longo do dia.


Omega 3: Devemos atentar para o detalhe do aumento do consumo de ácidos graxos de ômega 3, que promove a produção de prostaglandina PGE, que reduz o nível de inflamação abdominal provocada pela endometriose. Sabemos também que o peixe é um excelente aliado para quem quer perder peso e também ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue. Diminui os níveis de triglicerídeos e de colesterol total. Os peixes conhecidos como peixe-azul ou de água-fria, tais como, sardinha, cavala, linguado, atum, salmão, anchova, bonito, peixe- espada, dentre outros, são os mais ricos em ômega 3. Por isso, recomenda-se um aumento no consumo desses peixes. Os chamados frutos do mar, como camarões, mariscos e lagostas também contém esse doses de ácido graxo, mas em menor quantidade. E, por agir nas células nervosas, o ômega-3 ajuda combater à depressão, à ansiedade, o cansaço mental e os problemas de sono. Óleos vegetais, de oliva (azeite), castanhas, nozes também são ótimas opções de ômega 3, que também protege nosso coração e nosso cérebro, nossos mais poderosos órgãos vitais. Os ácidos graxos, presentes no óleo de peixe, podem inibir a formação dos implantes endometriais.


Leite e produtos lácteos: Estes produtos também contribuem para a estimulação da produção de prostaglandina PGE2 e PGF2A, responsável por alguns processos inflamatórios e essa proteína é essencial também para a manutenção de nossa imunidade. Mesmo sabendo que quem tem endometriose é preciso diminuir alimentos à base de gordura animal, como carnes e leites, ao mesmo tempo eles são essenciais para um bom funcionamento do nosso organismo. Para quem é vegetariano é necessário à substituição desses nutrientes por outros com mesmo teor de vitaminas e minerais. Levando-se em conta que a endometriose é uma doença autoimune, onde nossas células não conseguem combatê-la, é preciso cautela e ingeri-los em menor quantidade e sempre dê preferência aos que têm menos gordura, no caso do leite, os desnatados.


Carnes: Assim como os laticíneos, a carne também promove a produção de PGF2A, o que controla a nossa imunidade, mas deve ser ingerida o mínimo possível, no nosso caso, moderadamente. É sempre bom dar preferência à orgânica ou aquela cultivada em locais como chácaras, sítios e fazendas, de onde sabemos a procedência e quem cultivou, já que essas têm menos agrotóxicos, os tais venenos. Sinal vermelho para a carne industrializada ou boa parte delas que são vendidas no Brasil. Um boa opção é trocar a vermelha pela branca. É nessas horas, em especial, nas guloseimas saudáveis é que eu tenho saudades do meu estado natal, Goiás, onde eu sabia toda a procedência dos alimentos que eu ingeria.

Alimentos que devemos reduzir: cafeína, álcool, chocolate, gorduras saturadas, manteiga e margarina, bebidas ricas em açúcar e carboidratos refinados. Chocolates, açúcares, arroz, refrigerantes e pratos preparados com farinha refinada enfraquecem os músculos, aumenta a fadiga, nos deixam ainda mais irritadas e ansiosas.


Alimentos que devemos evitar: todos os produtos de soja e que contém fitoestrogênios, os alimentos contaminados por dioxinas (as toxinas ambientais liberadas na atmosfera depositadas no meio ambiente) podem aumentar o risco de desenvolvimento de endometriose, em especial, ao de origem animal. Já as gorduras saturadas, as trans ou as hidrogenadas (são aquelas produzidas artificialmente e adicionadas aos produtos industrializados) podem aumentar processos inflamatórios no nosso organismo. Elas estão presentes em biscoitos recheados, sorvetes de massa, frituras, frios, congelados, embutidos e, em especial, nos fast foods.

Fonte:
Forum Endometriose e artigos que recebi por e-mail (desconheço a autoria, caso seja o autor, por favor contacte-me, darei os devidos créditos)
Mais: http://endometrioma.blogspot.com.br/2013/03/dieta-antiestrogenica_17.html

http://livredaendometriose.blogspot.com.br/2010/07/controlando-endometriose-pela-nutricao.html

You Might Also Like

1 comentaram ^ ^

  1. Dicas super importantes. Obrigada por compartilhar!

    beijos
    http://meus-sonhos-meus-pesadelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

❤ Gratidão por sua visita ao Diva Todo Dia!

❤ Seu comentário é muito importante,e as críticas construtivas são muito bem vindas desde que feitas com educação. Sua pergunta é respondida posteriormente, então volte depois para conferir a resposta, ok?

❤ Aaaahhhh! Caso queira deixar o link do seu blog no comentário, use o código abaixo (sem espaços) , substituindo onde requer as informações do seu blog, assim ao clicarmos no nome do seu blog em seu comentário, já somos imediatamente direcionados a ele, para uma visitinha!

< a h r e f = " LINK DO SEU BLOG " > NOME DO SEU BLOG < / a >

Popular Posts

Follow by Email

Contact us

Nome

E-mail *

Mensagem *